segunda-feira, 25 de julho de 2011

Uma confissão




As pessoas devem ficar perguntando porque eu fico xingando tanto no twitter e no facebook,me senti na obrigação de esclarecer tudo porque tem pessoas que acompanham meu trabalho e se eu não explicar vão achar que sou louca e sou a BANDIDA da história toda,mas quem conhece a família da filha do meu marido vai saber o que estou querendo dizer.
Bom tudo começou quando conheci a filha do meu marido,é claro que ainda éramos só namorados,ela tinha só 10 anos e já era uma menina diferente,muito inteligente,educada,até então era um relacionamento artificial,frio.
Ela tinha muito ciúmes do pai (e tem até hoje) por causa disso a mãe dela veio atrás de mim no meu trabalho,na época trabalhava com minha irmã no Shopping Marajá daqui da minha cidade,ela veio com uma historinha de que a filhinha estava sentindo falta do pai (essa eu não entendi,eu não amarrei o pé dele para ele deixar de vê-la) até ai tudo bem pois ela tinha só 10 anos e sempre foi muito ligada ao pai,conversei com meu marido e ele entendeu,ai ele resolveu trazê-la aos fins de semana.
Bom com o passar dos anos ficamos "amigas" e ela vinha sempre pra minha casa,mas fui percebendo algo,ela fazia de boazinha mas falava mal de mim e de toda a minha família pelas costas,descobrimos isso através da madrinha do meu sobrinho,elas se encontraram em uma festa e a filha do meu marido fez um comentário de mal gosto em relação a minha família,desde então as coisas foram ficando claras e eu fui jogando o joguinho dela,nessa época ela já tinha 13 anos,e quanto mais eu jogava o jogo mais ela se revelava,ela deixava bem claro que nos detestava,e o pior ela achava que eu tinha "roubado" o pai dela,ou seja que ele a tinha trocado por mim,imagina se isso tem lógica,depois disso foram só ofensas dela e da irmã que entrou no meio e me disseram horrores,disseram que tenho doenças venéreas,disseram que sou estéril,que meu marido é corno,falaram até da minha mãe que esta morta,nossa são tantas mensagens que deu bem dizer um livro.
Eu gostava dela (antes de descobrir tudo),quando ela vinha pra minha casa nos fins de semana era só diversão,sempre fazia uma comidinha que ela gostava,maquiava ela,dava presentes,levava para comprar roupas nas lojas das minhas irmãs,mas ela sempre mal agradecida,ingrata,maldosa,fingia gostar de mim para se dar bem,ela tinha vergonha das roupas das lojas das minha irmã.
Todas minhas irmãs davam presentes pra ela,era aniversário,natal,estávamos considerando ela da família,mas ela estragou tudo,e o pior colocou a irmã dela contra a gente,até meu pai que é tão durão pergunta por ela,porque ela vinha todo fim de semana,saíamos todos juntos,era muito bom,ela juntava com minha sobrinha que tem a mesma idade e fazíamos aquela bagunça.
Bom agora estão mais por dentro do meu dilema,não penso em ter filhos porque sou egoísta,não quero doar meu tempo a um outro ser,sei que é pecado e peço perdão a Deus por isso,mas eu sou assim e nada vai me mudar,minhas irmãs sempre dizem que minha mãe passou a mão demais na minha cabeça,e de certa forma sim,pois sou a caçula.
Mas nessa vida tudo tem um limite e pra mim já deu o que tinha que dar,sei que me comportei como uma criança em render briga com uma pirralha,mas sou assim,se tiver que bater boca baterei,mas desde então são mensagens horríveis no face e no twitter,ja recebi ameaça de morte por causa disso,e ela fica se colocando como vítima diante de tal situação.
A irmã dela veio aqui na minha cidade registrar uma ocorrência contra mim,eu simplesmente respondia as provocações,eu não tenho sangue de barata,e se a lei existe é pra isso,mas nessa história ninguém ta certo,ninguém tem que ficar escorraçando ninguém e o outro ficar calado pelo menos o meu conceito é esse,que venha a intimação,mas por favor não se façam de vítimas.

4 comentários:

  1. Nossa Gisele...Na verdade acho que isso não é um dilema e sim um carma...
    Educação, respeito aprendemos em casa o que parece que não ocorreu no caso e que você esta passando.
    Nossas vidas já são tão dificeis e ainda encontramos pessoas assim no caminho.
    Tenha fé que tudo um dia se resolve, talvez não da maneira de gostaríamos que se resolvesse mas sempre se resolve de um jeito ou de outro. E não se esqueça de uma coisa amada: "Colhemos o que plantamos"
    Também te entendo no ponto de não deixar barato e partir pro ataque, somos parecidas nisso, também não tenho sangue de barata e isso piora quando são ofendidas sem motivos pessoas que gostamos!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada Helen vc entendeu bem o q passo,e isso ja é de longa data,eu não calo pra ninguém e minha mãe q me ensinou isso,mas deixa as águas rolarem,te darei notícias do resultado,muito obrigada pelo comentário.
    bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Gi,

    Não sabia que você tinha esta história de vida tão triste. As minhas também são.
    Você pode achar que sou doida, mas tenta não pagar o mal com o mal, pelo contrário, pague com o bem. Isto no início te parecerá loucura, os outros te chamarão de trouxa, mas vc verá lá no final do dia que valeu a pena.
    Não se nivele no nível dela. Ame-a ainda que seja um absurdo. Ame-a. Isto não quer dizer que vc deva sair bajulando, mas sim mostrar que seu coração não é igual ao dela. Não tem como a pessoa resistir ao amor. Ele supre tudo. O que acontecerá é que ou ela muda, ou você pelo menos terá paz.
    Já me vinguei de muitas pessoas que me prejudicaram e hoje qdo faço um balanço vejo que não valeu a pena. Antes eu tivesse feito silêncio para pelo menos neutralizar o outro. Me arrependo de xingamentos e vingança. Me arrependo.
    Fica meu conselho, claro que vc segue se quiser, mas é o que eu faria.
    Beijos no seu coração sofrido,
    Conte comigo sempre!!!!
    Te amo!!!

    ResponderExcluir
  4. nossa muito obrigada,vou seguir sim Martinha ja li suas histórias e vejo que se recuperou de tudo.
    Eu tentei uma vez voltar tudo como era antes mas foi sem sucesso,não quero isso mais pra minha vida,ja me prejudicou muito,não vale a pena,são pessoas vazias,ela nem parece que é filha do meu marido,ele é completamente diferente,mas essas coisas acontecem para crescermos e aprendermos de alguma forma como a vida é difícil,e como existe pessoas ingratas que não acreditam no seu amor.
    Mas eu amei o conselho e vou seguir sim,muito obrigada.
    EU TAMBÉM TE AMO AMIGA!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentarem,são todos sempre bem vindos,fiquem com Deus :*